terça-feira, 10 de agosto de 2010

A lenda do "Bicho da Carneira"

-->
          O Bicho da Carneira, conhecido também como Bicho de Pedra Azul ou Bicho da Fortaleza (antigo nome de Pedra Azul) é uma lenda da cidade de Pedra Azul/MG conhecida em quase todo o território nacional.
          Essa lenda envolve um personagem histórico da cidade; Joaquim Antunes de Oliveira, político e fazendeiro, considerado pessoa letrada veio da cidade de Gorutuba/BA, atual Janaúba, a convite de seu primo e cunhado, Quintiliano Antunes de Oliveira por volta dos anos de 1860 e se estabeleceu no Arraial de Nossa Senhora da Boca da Caatinga.
           Numa das versões da lenda, Joaquim Antunes que era descendentes de cristãos-novos (denominação dada aos judeus recém convertidos ao cristianismo em contraposição aos cristãos-velhos), durante uma visita de uma comissão de padres jesuítas na década de 1890, teria invadido a igreja durante uma missa realizada pelos padres sendo por esse motivo excomungado.
           Por volta do ano 1900, foi vitimado por uma doença desconhecida que o deixou paralisado e afastado do convívio social o que fez com que a população se lembrasse do episódio ocorrido na igreja.
           Não demorou muito e Joaquim Antunes veio a óbito. Foi sepultado em um túmulo projetado por ele mesmo, com gavetas, o que era uma novidade na época.
Na década de 1930, a administração do já emancipado município de Fortaleza resolveu mudar a localização do cemitério da cidade e o coveiro responsável pelo translado dos corpos ao notar que o caixão de Joaquim Antunes pesava mais que os outros resolveu abri-lo e descobriu que o corpo de Joaquim Antunes estava em perfeito estado de conservação.
           Após a fixação definitiva da sepultura de Joaquim Antunes no novo cemitério, seu túmulo rachou e foram achados pelos de animais nas rachaduras. As rachaduras foram por diversas vezes tampadas voltando a se fender. Daí surgiu o nome Bicho da Carneira, nome comumente usado para designar túmulo.
           A lenda estava definitivamente formada. Começaram a surgir boatos de que ele saia de seu túmulo transformando-se num cachorro monstruoso ou num cão pequeno, porém de força descomunal, na forma de outros animais como jumentos ou animais fantásticos como humanóides com características de animais. Dizem que a única coisa de que a criatura monstruosa tinha medo era de chicotes.
           Ainda em outras localidades próximas, aparecia na forma de uma rapaz jovem, bonito e bem trajado, se hospedava em hotéis comendo o suficiente para mais de vinte homens e depois ia embora deixando a conta para os parentes pagarem.
           Em algumas regiões, a lenda é usada para amedrontar crianças.

Artigos relacionados:

Bicho de Carneira de Pedra Azul - Murilo Antunes - Blog do Banu
O Lobisomen do Jequitinhonha - Revista de História 
 

30 comentários:

  1. Essa é uma "lenda" muito interessante, difundida por grande parte da região norte/nordeste de Minas e uma das minhas preferidas. Nasci em Pedra Azul e cresci em Águas Vermelhas (cidade próxima), morando em SP hoje sinto muita saudade da vida em Minas, e principalmente desses "causos"

    Parabéns pelo blog e pelo post, muito bom.

    Hudson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fiquei sabendo que ele e meu avo depois que pesqueizei nunca mais maltratei alquen

      Excluir
    2. Ele era seu avô? O.o Qnts anos vc tem? Vc deve ter pelo menos uns 80 anos né

      Excluir
    3. Ele era seu avô? O.o Qnts anos vc tem? Vc deve ter pelo menos uns 80 anos né

      Excluir
  2. Esse bicho era meu parente rsrs pq minha avò era Antunes de Pedra Azul.
    Muito bom o blog!!
    Ester

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tanben so familhe dos antunes de pedra azul

      Excluir
  3. Há alguns anos fui de Pedra Aul para Almenara pela estrada de terra. Por volta de 23:00 me deparai com um animal muito estranho cujo comprimento ocupava metade da pista. Aparentava com um misto de jacaré de rabo curto mistura com cachorro. Algo muito estranho. Meses depois ao relatar o incidente ao amigo Leonardo, nascido em Almenara, fiquei sabendo da lenda do Bicho da Fortaleza. Pirei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Vc deve ter passado em frete a fazenda de um primo nessa mesma estrada de nome Estância Betânia entre Currais e Caldeirões. Lá tbm tem um cemitério na as margens da rodovia onde meu avô descansa. Ele contava várias histórias sobre o Bicho da Fortaleza.

      Excluir
  4. eu ja fui em pedra azul , minha esposa e de lá ,um dia fui pescar em um bibeiro por la e vi um bicho horrivel tipo cachorro misturado com burro , dai dei um grito e parti pra cima do danado mas pena que ele correu mais que eu , se nao eu tinha quebrado ele todo ; comigo é assim escreveu nao leu o pau comeu

    ResponderExcluir
  5. Minha mãe é de Corrrego De São Pedro De Jequitinhonha e meu pai de Itaobim,tenho uma tia por parte de mãe que é casada com um menbro da familia Antunes,desde criança eu ouço essas estorias mais essa é a mais realista por causa da riqueza de detalhes,valeu Abraços de Contagem MG.

    ResponderExcluir
  6. Minha familia já encontrou com o bicho da Fortaleza, há cerca de 40 anos ele apareceu para todos os meus tios e meus avós, ele tentou devorar minha tia recem nascida, eles voltavam de um terço na roça e apareceu na forma de um pequeno cachorro, se transformando num carneiro, estavam presentes mais de 20 pessoas.O meu avô atirou varias vezes mas era em vão pois o bicho atacava a minha avó que estava com minha tia no colo, mas ele desapareceu quando os homens tentaram matar ele.

    ResponderExcluir
  7. minha tia conta essa historia pra mim, e a minha vó sempre comfirmava, minha mãe tmb,
    minha familia por parte de mãe vei de pedra azul, eles falava qui esse cara era muito ruim com todos e com os animais, i tinha cido descomungado pela propria mãe,
    qui meu bizavo ja brigo com ele, ele dava facauzada nele
    mas nada adiantava, o facão passava por dentro dele
    como passa numa sombra, eu acredito em deus mais esse deve ser um demonio qui estar por la.

    ResponderExcluir
  8. Recordei da nossa querida Pedra Azul. Algum tempo atrás, usando a internet para pesquisar sobre outro assunto, descobri este artigo que fala que o "Joaquim Antunes" era judeu, e os judeus, é claro, não frequentam igrejas, mas sinagogas, e como naquela época a maioria era muito religiosa, o povo deveria estranhar o fato do mesmo não ir a igreja. Também é sabido que os Judeus não fazem a barba e nem cortam a extremidade da costeleta, devido a esse fato, deveria ter muitos pelos compridos. Acredito que os cabelos encontrados na sua sepultura eram muito provavelmente devido aos seus hábitos judaicos, dedução minha. Daí, acredito, surgiu essa famosa lenda do bicho da carneira. Uma curiosidade: Os "Antunes" foram os primeiros brasileiros, cristãos novos, ou seja, judeus que fugiram de Portugal e foram forçados a se converterem ao catolicismo, que foram condenados a morrerem queimados na fogueira pela "inquisição", fato histórico, o qual faz parte da história do Brasil, que pode ser confirmado em uma simples busca no google. Muito legal a reportagem, gostei!

    ResponderExcluir
  9. sou de pedra azul já ouvir muito fala dessa lenda mas eu nuca vir minha família e dai de pedra azul adoro só não tem serviço e uma cidade boa

    ResponderExcluir
  10. sou de medina e ja ouvi falar muito sobre essa lenda e sempre acreditei que fossse verdade . um dia lendo um livro sobre medina e seus causos tinha la que era apenas uma lenda criada por politicos adversarios de joaquim antunes , fiquei naquela será que é verdede ou mentira ?
    se alguem mais informado souber e quiser me tire essa duvida !!!

    ResponderExcluir
  11. Em resposta ao Sérgio sobre a lenda ter sido inventada por políticos da oposição, digo que é uma das vertentes da lenda, sendo citada também no livro "Terras de Fortaleza" de Eder Machado Silva.

    ResponderExcluir
  12. Ola! sou de Almenara tbm já escultei muito sobre essa historia, inclusive estou tentando um contato com Guel Arrais, cineasta e diretor de filmes como : lisbela e o prisioneiro ,alto da compadecida e outros, para ver a possibilidade , dele saber mais, sobre essa lenda e quem sabe sair um filme do genero.

    ResponderExcluir
  13. Muito boa a sua atitude. Caso precise de mais dados, sugiro que procure Eder Machado Silva ou seu livro Terras de Fortaleza.

    ResponderExcluir
  14. Eu sou de Encruzilhada, Bahia, hã 30km de Mata Verde, MG. Conheço essa hitória há 25 anos, + d modo diferente. No causo o 'Joaquim Antunes' montou na mãe e a esporou p ir ha uma festa, pois a mesma ñ quir dar um cavalo p ele ir só. Daí a mãe excomungou-o, e ele virou o bicho de Pedra Azul, local onde ocorreu o fato. E na época da Quaresma ele sai p assombrar cidade e região, nesta época tbm crescem pêlos no seu túmulo. Meu avô ja o viu várias vezes,um bicho muito esquisito arrastando num couro e depois virou 3 porquinhos.

    ResponderExcluir
  15. eu estou morrendo de meeedooo

    ResponderExcluir
  16. Olá, sou de Almenara, lá pelo ano 1968 a cidade tinha uma guarda mirim, eu com 14 anos era um deles, lá tinha essa coisa de assistir espetáculos de graça tal como circo,cinema e por ai vai. Uma vez qundo vinha de um desses shows que era o circo, o show terminava a meia noite, eu e um colega de farda por nome de Roberto, voltava-mos para casa, eu entrei na rua da minha casa e ele continuou pois morava uma duas ruas a frente. Eu não vi o ocorrido, más o mesmo me disse no outro dia quando nos encontramos na cadeia de almenara para treinamento que após nos afastar-mos, quase chegando em casa, ele viu um cachorro preto enorme sendo perseguido por cachorros na rua imaculada conceição que passava ao lado da cadeia. Durante o nosso papo ficamos sabendo que um policial atirou no animal a uma distancia curta, deu varios disparos e não aconteceu nada, ele continuou correndo com a cachorrada latindo atraz.

    ResponderExcluir
  17. Moro em montes Claros - mg e conheci um parente declarado do "Bicho da Carneira", o cara e sinistro, estranherrimo, atitudes zum, conhecendo agora essa lenda, liguei muita coisa a atitudes nada social, sinistras, bizarras, o cara e fora de prumo, não podem nem serem contadas. Agora sei, vou ficar de olho aberto com esse maluco, já até encomendei uma pirata de sete pontas de couro de cabra virgem, pra usar quando a ocasião a exigir. Vou socar a pirata nele. Que mundo maluco. Agradeço pelas informações.

    ResponderExcluir
  18. Histórias que o povo conta. ..muito interessante pois nos dias de hoje já não si fala em história ou lendas do interior. ....

    ResponderExcluir
  19. EU MORO EM MARIANA, MG. MINHA MÃE GILCE DE MORAIS PINTO É NATURAL DE PEDRA AZUL. QUANDO CRIANÇA OUVI MUITO ESSA E OUTRAS HISTÓRIAS CONTADAS POR "SÁ LÔRA" NA SALA DA CASA DOS MEUS AVÓS RANULPHO DE BARROS PINTO E OLGA DE MORAIS PINTO QUANDO A FAMÍLIA SE REUNIA NAS FÉRIAS DE JULHO OU DEZEMBRO. MUITAS SAUDADES DE PEDRA AZUL, DOS MEUS AVÓS, DOS MEUS TIOS, PRIMOS E DA INESQUECÍVEL SÁ LÔRA,

    ResponderExcluir
  20. dizen que ele almadicioul os antunes e sai cabelo do caixão nossa logo nossa familia do antunes

    ResponderExcluir
  21. dizen que ele almadicioul os antunes e sai cabelo do caixão nossa logo nossa familia do antunes

    ResponderExcluir
  22. Eu sou ana Cláudia já ouvi essa história muito tempo pela minha vo ,o nome dela e geralda Antunes i ela contava pra mim essa história,mas na minha opinião essa so e uma de muitas lendas contadas pelos nosso avos tios maes i etc... Na realidades lendas não existem e so teorias!!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...